Analise Comparada e Implementação

15

Padronização de processos – A essência da Internet

A importância da padronização

Os tipos de recursos principais da Internet são:

ETD - Equipamento Terminal de Dados
ETD – Equipamentos Terminais de Dados

1o – ETD (Equipamentos Terminais de Dados), que podem ser semelhantes ou totalmente diferentes entre si e que são responsáveis por receber ou gerar, processar ou armazenar informações, podem ser computadores, impressoras, sensores, câmaras de vídeo, máquinas operatrizes, servidores, etc., esses equipamentos podem ser totalmente diferentes em tecnologia ou sistema operacional, porte ou capacidade de processamento, aplicação ou função, e todos eles estão na borda da rede. A palavra chave a qui é “DIVERSIDADE DA PRODUÇÃO”. Faremos aqui uma analogia, no lugar dos ETD,s teremos pessoas, ou empresas que nada mais são que pessoas reunidas em prol de um objetivo em comum.

ECD - Equipamentos de Comunicação de Dados
ECD – Equipamentos de Comunicação de Dados

2o – ECDs (Equipamentos de Comunicação de Dados) que são responsáveis por receber ou enviar as informações dos ETDs ou de outros segmentos de rede, também são responsáveis por compatibilizar meios diferentes, por exemplo, fazer com que um sinal óptico numa fibra de vidro possa ser retransmitido como sinal elétrico num fio de cobre ou onda de rádio nos espaço aéreo. Estão todos eles no núcleo da rede. Entre esses há um elemento primordial que é o NÓ DE REDE, que interliga dois segmentos e padroniza os protocolos de comunicação. A palavra chave aqui é “COMPATIBILIZAÇÃO E PADRONIZAÇÃO DO MEIO”. Faremos aqui uma analogia, no lugar dos ECD,s teremos grupos temáticos que nada mais são que conjuntos de princípios em comum, ou valores compartilhados.

Analise comparada

Análise Comparada
Análise Comparada

A título de exemplo observe que Internet é apenas um conceito, não existe UMA Internet fixa, nem no mundo virtual, Internet é apenas uma ideia que descreve o processo de como uma rede menor de computadores se harmoniza com outras redes menores e formam uma rede média, que junto com outras redes médias se harmonizam numa rede maior, que por sua vez estão dentro de uma grande rede, que por sua vezes está dentro de outra maior, que juntas formam a Internet – A rede das redes. Uma rede pequena se comporta exatamente da mesma forma que uma rede média ou de grande porte. O conceito chave aqui é “AUTO SIMILARIDADE”

Mas o que poucos sabem, e muito menos entendem o princípio filosófico, e que nenhuma dessas redes é fixa, para se manter ativa quando um segmento deixa de operar, ou responder com eficácia e eficiência quando outro segmento está sobrecarregado, os NÓS DE REDE procuram distribuir a carga de formar a manter um equilíbrio do tráfego, portanto os equipamentos, sejam eles ETDs ou ECDs se conectam, se organizam, executam o que for necessário, e se desconectam em fração de segundos, e logo após repetem o processo utilizando outros meios e recursos para responder a necessidade de um computador (ou de uma PESSOA), de uma rede  (ou de um GRUPO), ou de várias redes (ou INSTITUIÇÕES), ou  seja a internet se comporta igual as sinapses de um cérebro em busca de respostas, ou igual a ramificação de uma árvore em busca de água ou da luz solar, ou igual a vascularização das veias sanguíneas para levar nutrientes aos órgãos, ou igual ao fluir dos rios ao contornar obstáculos para se chegar ao mar. O conceito chave aqui é “EQUILÍBRIO DE FORÇAS”

Implementação

E se essa estrutura de relacionamento que funciona muito bem na internet, que é baseado na identificação e priorização do que realmente é importante, e distribuição dos recursos conforme a demanda e a capacidade, pudesse ser facilmente implantada entre pessoas ou grupos, e partir desses gerar novas soluções, encontrar alternativas, desenvolver novos empreendimentos, promover o surgimento de instituições, Etc.? 

Redes de Pessoas em redes
Redes de Pessoas em redes

O que ocorreria a partir daí?

Será que o resultado também seria uma sociedade com auto organização independente de centralização de poder, hierarquia de governo, influência do dinheiro, ideologia política, ou dependência da economia?

Ferramentas, recursos, técnicas, metodologias e conhecimento para isso já existe, falta apenas algumas coisas, que são:

  • 1a – Reunir pessoas em grupos com objetivos ou interesses em comum;
  • 2a – Ensinar as essas pessoas um conjunto de ferramentas que permita a identificação de valores, a hierarquia de princípios; e a priorização de padrões
  • 3a – Reunir grupos com objetivos ou interesses em comum
  • 4a – Ensinar esses grupos a se auto regulamentarem, se auto organizarem e se auto replicarem

Essa é a proposta desse projeto.

Fornecer ferramentas de avaliação de uso pessoal, em grupo, ou em redes de grupos, para facilitar a operação conjunta e padronizar uma estrutura que seja fácil de compreender e assimilar e permita uma auto organização.

[word_balloon id=”1″ position=”L” size=”M” balloon=”talk” radius=”true” name=”” box_center=”false” avatar_border=”false” avatar_shadow=”false” avatar_hide=”false” name_position=”under_avatar” balloon_shadow=”true”]

Invente – Crie – DeZ Cubra – Planeje – Projete – Participe

[/word_balloon]

Tópicos importantes

Uma visão geral da plataforma, bem como benefícios, operação, objetivos e os recursos disponíveis estão nos 10 textos a seguir, você poderá lê-los em sequência ou pular direto para o tópico que mais lhe interessa

2 Pingbacks

Faça uma comentário - Poste sua dúvida - Deixe uma resposta.

Prof. Paulo Morais
  • Prof. Paulo Morais
  • Master Coach Executivo e de Negócios pela PM Coaching
    Life Coaching em Qualidade de Vida, Saúde, Bem Estar e Autoestima pelo ICS
    Consultor e Mentor em TIC - Tecnologias da Informação e da Comunicação pela PsM Gestão Tecnológica
    Coach e Mentor de Satart UPs pelo programa Inovativa - MCT / Sebrae