Modelo referencial a ser adotado

13

Internet – um eficiente sistema de interação, e comprovado processo de auto regulação, baseado na distribuição de recursos e descentralização do poder.

A espiral das redes

Fórmula de acensão pessoal a níveis mais elevados

O que fez com que a Internet surgisse de uma ideia e expandisse a nível global, sem um poder  centralizador de comando?

É de conhecimento geral que a Internet começou no meio militar como uma estratégia de guerra. Mas o que permitiu com que a Internet expandisse globalmente e que funcione sem governo, sem chefe, sem dono e se auto organize?

Internet – Rede de redes

Será a Tecnologia? Não, apesar de estar fortemente entrelaçada com a tecnologia a expansão não fui impulsionada por ela, pelo contrário foi necessário para a indústria abrir mão de várias outras tecnologias em prol de apenas uma, ou seja, a padronização de uma única tecnologia no meio de comunicação, que permitisse a diversidade e flexibilidade das tecnologias nas pontas.

O Conceito chave aqui é “Padronização”

Terá sido ou dinheiro ou a economia? Não, A Internet começou como estratégia de defesa, e não para gerar redução de custos ou obter aumento de receitas. A expansão da Internet foi fortemente influenciada por fatores econômicos, mas não foi motivada e nem impedida por eles. O que motivou a rápida expansão foi uma operação mais fácil de ser implantada e mais simples de ser operada.

O conceito chave aqui é “Simples e Fácil”.

Terá sido a Política? Também não. Todos os sistemas políticos muito se beneficiaram da Internet (tanto para um bom quanto para um mal uso) e nenhum deles conseguiu controlar ou impedir a expansão da mesma. O que motivou a expansão da Internet foi a integração de redes distintas.

O Conceito chave aqui é “Integração”

Qual foi então a causa principal da expansão da Internet de forma descentralizada, mas auto regulada?

Uma “Com Junção” de fatores. A Internet foi planejada inicialmente para se auto recuperar e se auto organizar, então os controles deveriam estar nas pontas e serem independentes de meio, recurso ou capacidade. Ou seja a Internet foi idealizada para distribuir o poder central e diminuir o impacto do mesmo, pois esse NÓ centralizar em caso de má operação, provocaria um colapso generalizado em toda a estrutura.

O processo de expansão autônoma foi resultado da exata combinação de alguns fatores, mas os principais entres eles foram operacionais e não tecnológicos, pois a tecnologia foi apenas o meio de se implementar um processo, portanto esse processo pode ser replicado independente de tecnologia.

Espiral de auto organização

Os processos incluem principalmente:

1o – a padronização de um sistema de comunicação”, elemento primordial que fazia com que para participar da rede todos os elementos tinham de ter as mesmas estruturas, a palavra chave aqui é “PADRONIZAÇÃO”.

2o – A distribuição de cargas baseado em critérios que levavam em conta a demanda, a necessidade e disponibilidade de cada recurso, fazendo com que todos os elementos da rede tivessem iguais condições levando em consideração a capacidade de cada elemento e a carga de trabalho que ele estava executando, distribuindo a carga excedente de um recurso com aqueles mais próximos que estavam subutilizados.
A palavra chave aqui é “DISTRIBUIÇÃO”.

Ou seja para a Internet poder se auto recuperar em caso de falha, e se auto organizar independente de porte ou hierarquia dos elementos, não poderia haver uma concentração de recursos, pois esse seria o ponto fraco da rede.

Redes de Pessoas em Rede
Redes de Pessoas em Rede

E se no lugar dos computadores estiverem Pessoas? No lugar da rede estiverem grupos? No lugar dos servidores estiverem empresas ou instituições? No lugar da tecnologia de comunicação houver um conjunto de práticas e ferramentas de produção e permuta? E no lugar do protocolo de comunicação houver uma padronização baseada em critérios de valorização, uma espécie de Bônus Hora Trabalhada, estabelecidos de comum acordo intra e inter grupos?

Qual será o resultado? Será que teremos grupos, comunidades produtivas, sociedades empresarias, e Instituições que se auto regulamentam independente de poder financeiro ou político?

Há alguma dúvida que o modelo Internet de “padronização do meio, e distribuição do poder central” funcionou desde o micro até o macro e permitiu sua expansão?

Qual será a velocidade de expansão de uma REDE de Redes de redes de Grupos de Pessoas que estarão utilizando a própria internet para se encontrar, aprender, associar, produzir, e comercializar? E qual será o resultado prático se GRUPOS de grupos de pessoas aplicarem entre si a mesma filosofia de relacionamento?

Será que essa rede de pessoas também terá uma rápida expansão exponencial ? Ou será essa ainda mais veloz? Será que terá uma promissora e abundante economia? Que seja justamente distribuída conforme a capacidade individual, mas dando as pessoas tantas oportunidades quantas ela dá conta de abraçar?

Oportunidades para Pessoas em rede
Oportunidades para Pessoas em rede

DeZcubra você!

Tópicos importantes

Uma visão geral da plataforma, bem como benefícios, operação, objetivos e os recursos disponíveis estão nos 10 textos a seguir, você poderá lê-los em sequência ou pular direto para o tópico que mais lhe interessa



Faça uma comentário - Poste sua dúvida - Deixe uma resposta.

Prof. Paulo Morais
  • Prof. Paulo Morais
  • Master Coach Executivo e de Negócios pela PM Coaching
    Life Coaching em Qualidade de Vida, Saúde, Bem Estar e Autoestima pelo ICS
    Consultor e Mentor em TIC - Tecnologias da Informação e da Comunicação pela PsM Gestão Tecnológica
    Coach e Mentor de Satart UPs pelo programa Inovativa - MCT / Sebrae